Passagens bíblicas que os padres, pastores e outros líderes religiosos não citam dentro das igrejas

1 Crônicas 21:1-30

1 E Satanás passou a pôr-se de pé contra Israel e a instigar Davi a recensear Israel. 2 De modo que Davi disse a Joabe e aos chefes do povo: “Ide, contai Israel desde Berseba até Dã, e trazei-mo para que eu saiba o seu número.”

7 Ora, esta coisa foi má aos olhos do [verdadeiro] Deus e por isso golpeou Israel. 8 Conseqüentemente, Davi disse ao [verdadeiro] Deus: “Pequei muitíssimo por ter feito esta coisa. E agora, por favor, faze passar o erro do teu servo; pois agi muito nesciamente.” 9 E Jeová passou a falar a Gade, visionário de Davi, dizendo: 10 “Vai, e tens de falar a Davi, dizendo: ‘Assim disse Jeová: “Há três coisas que dirijo contra ti. Escolhe para ti uma delas, para que eu ta faça.”’”

11 Por conseguinte, Gade entrou até Davi e disse-lhe: “Assim disse Jeová: ‘Faze a tua escolha:

se há de haver três anos de fome; ou se por três meses há de haver um arrasamento diante dos teus adversários e para [te] alcançar a espada dos teus inimigos, ou se por três dias há de haver a espada de Jeová, sim, pestilência no país, o anjo de Jeová arruinando todo o território de Israel.’ E agora vê o que devo responder Àquele que me envia.”

13 Então Davi disse a Gade: “É muito aflitivo para mim. Por favor, caia eu na mão de Jeová, porque são muitas as suas misericórdias; mas não caia eu na mão do homem.”

14 Jeová deu então uma pestilência em Israel, de modo que caíram de Israel setenta mil pessoas.

15 Outrossim, o [verdadeiro] Deus enviou um anjo a Jerusalém para a arruinar; e assim que ele começou a arruinar, Jeová o viu e começou a deplorar a calamidade; e por isso disse ao anjo que causava a ruína: “Basta! Abaixe-se agora a tua mão.” E o anjo de Jeová estava perto da eira de Ornã, o jebuseu.

E Davi passou a dizer ao [verdadeiro] Deus: “Não fui eu quem disse que se fizesse o recenseamento do povo, e não fui eu quem pequei e fiz indubitavelmente o mal? Quanto a estas ovelhas, que fizeram elas? Ó Jeová, meu Deus, por favor, venha a tua mão sobre mim e sobre a casa de meu pai; mas não para flagelo sobre o teu povo.”

70.000  almas mortas por um único anjo, que não possui sentimentos e nem arrependimentos, penas cumpre as ordens de seu Deus, sem questionar, sem se lamentar. De acordo com as palavras de Gade o anjo de Jeová tinha três dias para lançar a saraiva de pestilência no meio do povo de Davi. Mas mal começou e já tinha decepado cerca de 70.000 almas e antes mesmo do fim do primeiro dia de sua empreitada, imediatamente foi interrompido pelo próprio Deus que o enviou. Pois Deus chorou pela ordem que dera ao seu anjo fiel.

Vemos também que Davi se encontrara na mesma situação de tristeza e foi além, indagou o seu temido Deus o por que de tanto ódio e dor e por que de um ataque tão mortal diante de seu povo que nada fizera, não nos esquecendo que o mesmo povo de Davi é o mesmo povo de Deus, Jeová. Setenta mil almas que não tinham culpa dos pecados de Davi. Mortos sem poder se defender e sem opção de escolha, tudo por causa do erro de um único homem. Como já vimos, foi um ataque tão difícil de aceitar, que o próprio Deus que enviou sua sentença se lamentou pela ordem e o próprio protagonista desta história Davi, se deplorou. O mais confuso de tudo isso foi que um dos personagens envolvidos, Satanás, não sofrera a  sua devida punição.

Anúncios
Esse post foi publicado em Religião, Tradução Bíblia de Jerusalém, Tradução Novo Mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.