Orquestrando dentro e fora das igrejas

As igrejas aos poucos estão se envolvendo e controlando diretamente a política brasileira, tendo seus líderes como a maioria nas bancadas e com suas reeleições asseguradas pelos votos dos seguidores, fica fácil juntar poder e assim determinam resultados sobre votações e assuntos co-relacionados ao bem público, como aborto, homossexualidade e alguns assuntos que estão por vir.

Aborto:

Numa atitude clara à tentar vencer a presidência do Brasil sra Dilma Rousseff, atual presidenta do Brasil e o sr José Serra se dobraram diante do poder da igreja, quanto ao assunto delicado tratado em questão, religião e aborto, revelados por ambos em um embate televisivo. Recuo de ambos nos próximo embates motivado pela pronunciação contrária por parte de líderes religiosos influenciando os votos de seus seguidores.

 Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2010/10/18/dilma-e-serra-ignoram-aborto-e-religiao-no-segundo-debate.jhtm
Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,debate-sobre-aborto-e-religiao-pode-favorecer-serra-dizem-analistas,625275,0.htm
 

Homossexualimo:

E agora nos vemos sobre o assunto da vez PL 122. A igreja mais uma vez influenciando decisões políticas, agora dentro e fora das igrejas, usando sua maioria na bancada política para indeferir tal lei.

Fonte: http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2011/05/25/interna_politica,229827/bancada-evangelica-derruba-kit-contra-homofobia-do-mec.shtml
Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/818963-dilma-e-serra-subiram-no-muro-diz-pastor-homossexual.shtml
 

 A religião ainda é o maior meio de se ter um poder paralelo, pois movem massas de pessoas, podendo mudar nações, ditam conceitos e idéias, guerras e paz, vitórias ou derrotas. Como na antiguidade sentam reis em tronos e também tira-os tal poder, e nos dias de hoje elegem presidentes, deferem e indereferem pedidos de leis.

Anúncios
Esse post foi publicado em Política, Religião e marcado . Guardar link permanente.